Conecte-se conosco

Esporte

Placas de publicidade no Brasileirão viram caso de Justiça

Publicado

em

[ad_1]

Sportpromotion consegue liminar e coloca patrocinadores em jogo do Fluminense, mas Atlético-GO atua com anunciantes da Brax

A exploração comercial de placas de publicidade ao redor do campo do Campeonato Brasileiro da Série A virou caso de Justiça. Na noite de quinta-feira (7), a agência Sportpromotion conseguiu uma liminar na 40ª Vara Civil da Justiça do Rio de Janeiro que impediria os 11 clubes com os quais a empresa tinha contrato rompessem o acordo apenas com o pagamento da multa rescisória estipulada pelo documento.

Na decisão favorável à agência, a juíza entendeu que os 11 clubes (América-MG, Atlético-GO, Atlético-MG, Avaí, Ceará, Coritiba, Cuiabá, Fortaleza, Fluminense, Goiás e Juventude) não podem apenas pagar a multa estipulada em contrato para assinar com a Brax um novo acordo para a exploração das placas de publicidade do Brasileirão.

A Central Brasil teve acesso ao despacho dado pela Justiça. Nele, a juíza argumenta que a Sportpromotion honrou todos os compromissos com os clubes, mesmo com os abalos comerciais sofridos no período da pandemia, que atrasou o início do Campeonato Brasileiro de 2020 em três meses e fez com que a agência precisasse recorrer a empréstimos para não deixar de pagar os clubes.

“Ainda que a espécie reclamasse incidência de cláusula penal pela rescisão imotivada, fato é que a pandemia, de longe, superou tudo que se poderia esperar de incidente ao curso da execução do contrato. De modo que decerto a multa prevista estará muito distante de indenizar os prejuízos assumidos pela demandante”, diz o texto assinado pela juíza.

Sendo assim, no entendimento dela, o pagamento da multa rescisória de R$ 1 milhão, mesmo estando estipulada em contrato e tendo sido efetuada pelos clubes na última semana de março, não é suficiente para determinar o fim do acordo.

Isso gerou a primeira “batalha” entre as empresas na rodada de abertura Brasileirão. A partida entre Fluminense e Santos, que abriu o campeonato neste sábado (9), contou com os anunciantes da Sportpromotion (foto acima). Já o duelo entre Atlético-GO e Flamengo teve os patrocinadores da Brax na publicidade estática.

Na primeira rodada, além dessas duas partidas, outros cinco jogos ainda podem ter as placas da Brax ao redor do gramado, todos disputados no domingo: Coritiba x Goiás, Atlético-MG x Inter, Fortaleza x Cuiabá, Avaí x América-MG e Juventude x Bragantino.

Atlético-GO x Flamengo teve as placas de publicidade da Brax ao redor do gramado – Foto: Reprodução/Premiere 

Segundo apurou a reportagem da Central Brasil, o Fluminense não deve, a princípio, ir para uma briga judicial para derrubar a liminar e assinar com o novo parceiro. Já os demais clubes seguem com o objetivo de manter o acordo com a Brax, que ofereceu o triplo do que a Sportpromotion pagava a eles, além de se comprometer a criar um fundo para investir na criação da liga de clubes e, ainda, pagar o mesmo valor a cada clube que assinar com ela.

Por trás da briga entre as duas agências está um negócio que, atualmente, envolve mais de 20 empresas. A Sportpromotion tem 14 contratos de anunciantes do Brasileirão: Vonder, Sportingbet, Rei do Pitaco, Sil, Sicoob, TekBond, GOL, Odonto Company, Ogochi, Tigre, Penalty, Uniasselvi, Havan e Bitso.

Já a Brax estreou no Brasileirão com oito patrocinadores: Wam Group, Cobrecom, Rei do Pitaco, Stam, Vonder e as marcas de apostas Betnacional, Betano e Pixbet.

Neste domingo, novos capítulos da briga das agências que vendem publicidade ao redor do gramado devem entrar em campo.

[ad_2]

Fonte da Notícia: maquinadoesporte.com.br

Esporte

Após acordo com Fortaleza, Grupo Hebron fecha patrocínio ao Goiás

Publicado

em

[ad_1]

Empresa do ramo farmacêutico estampará as mangas da camisa do time goiano no retorno à Série A do Brasileirão

Cerca de 15 dias após anunciar um acordo de patrocínio com o Fortaleza para a barra inferior das costas da camisa, o Grupo Hebron, que atua na indústria farmacêutica, deu mais um passo na estratégia de ganhar visibilidade nacional por meio do futebol.

A empresa fechou um novo contrato de patrocínio, dessa vez com o Goiás, e já apareceu nas mangas da camisa do time na derrota para o Coritiba, neste domingo (10), por 3 a 0, no retorno à Série A do Campeonato Brasileiro. A marca Hebron ficará ao lado do logotipo da Cimento Goiás, da InterCement Brasil, que renovou com o clube até o final da temporada.

“Goiás é um dos nossos principais mercados fora do eixo Norte-Nordeste e tem uma participação muito expressiva no nosso volume de vendas. Por entendermos o que representa esta força no sucesso da Hebron, resolvemos apostar no futebol goiano. E esta associação com o Goiás Esporte Clube é um carinho e agradecimento aos médicos e profissionais de saúde, como também aos consumidores da região”, comentou Josimar Henrique Júnior, presidente e CEO do Grupo Hebron.

Os valores e a duração exata do contrato não foram divulgados. Diferentemente da camisa do Fortaleza, a empresa decidiu usar seu próprio nome na camisa do time goiano. Na equipe cearense, a opção foi por utilizar a logomarca do suplemento vitamínico Energiclin.

[ad_2]

Fonte da Notícia: maquinadoesporte.com.br

Continue Lendo

Esporte

Conheça os hotéis de luxo construídos para a Copa do Mundo de 2022

Publicado

em

[ad_1]

Para comportar e dar conforto as seleções e aos torcedores que irão a Copa do Mundo, o Qatar construiu mais de 100 hotéis de luxo.

Espera-se que o torneio de maior prestígio do futebol mundial movimente cerca de US$ 20 bilhões (R$ 95 bilhões, aproximadamente), com cerca de 1,5 milhões de pessoas ao redor do mundo desembarcando no país.

Ademais, o Qatar também vai sediar outros eventos como o Qatar Ladies Open e o Qatar Open, que nada mais são do que campeonatos de tênis. O Grande Prêmio da Fórmula 1 do país também está marcado para novembro, dias antes do início da Copa do Mundo.

Dessa forma, conheça alguns hotéis de luxo que já estão em funcionamento ou que começarão a operar em breve.

Os hotéis de luxo da Copa do Mundo

Banyan Tree Doha

O estabelecimento fica próximo da fan zone e é possível enxergar cinco estádios que receberão partidas da Copa. O menu dos restaurantes que ficam na área do hotel oferecem comidas típicas do mundo todo, afim de agradar os turistas.

Fairmont & Raffles Lusail Hotel & Residences

O novo edifício denominado Katana Towers, tem o formado de espadas árabes que aparecem no selo nacional do país, com isso, esse novo prédio terá dois hotéis: o Fairmont e Raffles, que terão vistas incríveis para o mar.

Pullman Doha West Bay

Este local foi projeto não somente para receber turistas da Copa do Mundo como também para atrair público ao Centro de Convenções e Exposições de Doha, cujo tem a localização próxima. Os quartos terão preços e estilos bem distintos para hospedagens longas.

Dream Doha

Este hotel ainda não foi inaugurado, mas deve contar 265 tipos de quartos e suítes, além de cerca de 36 residências particulares. As diferentes opções culinárias será um diferencial. Ademais, a vida noturna próxima deve fazer deste lugar um atrativo para turistas e residentes do Qatar.

St. Regis Marsa Arabia Island, The Pearl-Qatar

Um estabelecimento um pouco menor, destinado para aqueles que preferem um local mais tranquilo, contará com 87 quartos e estadas de longo período. Além disso, os hóspedes poderão desfrutar de oito piscinas e um clube infantil.

Le Royal Meridien Doha

O Le Royal Meridien Doha fica situado em Lusail, uma das cidades construídas justamente para receber a Copa do Mundo. Com 400 quartos e muitas lojas de luxo, o local deve receber vários hotéis e será totalmente destinado para turistas.

Rosewood Doha

Também em Lusail, o edifício foi construído em um formato que remete ao coral subaquático que fica nos mares do Qatar. O lugar conta com vários quartos e restaurantes tanto para turistas quanto para residentes particulares.

[ad_2]

Fonte da Notícia: portaldostimes.com.br

Continue Lendo

Esporte

Botafogo “limpa” uniforme em estreia no Brasileirão

Publicado

em

[ad_1]

Clube confirma rompimento de todos os contratos e estreia com camisa só com um patrocinador contra o Corinthians

O Botafogo estreou no Campeonato Brasileiro de 2022 com um uniforme, no mínimo, nostálgico. O clube carioca, recém-comprado pelo investidor americano John Textor, tinha apenas um patrocinador em sua camisa. A marca de relógios Champion Watch, do grupo Magnum, estava na manga esquerda do uniforme alvinegro. O restante do uniforme tinha apenas o escudo da Estrela Solitária, sem qualquer outra logomarca, mesmo a de material esportivo.

A “limpeza” da camisa botafoguense na estreia do Brasileirão é parte da estratégia de revalorização da marca do Botafogo adotada por Textor desde que assumiu o controle do clube. Em fevereiro, o americano comunicou ao mercado que romperia todos os acordos do time. No mês seguinte, anunciou o acordo pontual com a Champion Watch que duraria o mês de abril.

Até mesmo as placas de publicidade estática do clube foram diferentes na derrota por 3 a 1 para o Corinthians. O Botafogo é o único clube que não tem um acordo de comercialização dos espaços, tendo apenas rompido com a Sportpromotion, sem assinar com qualquer outra empresa para vender anúncios durante os jogos. 

Durante o jogo contra o Corinthians, que teve transmissão da TV Globo para todo o Brasil, as placas faziam propaganda apenas de produtos do Botafogo. A ideia do novo dono do clube é de reduzir ao máximo a exposição de marcas na camisa, fazendo com que menos patrocinadores apareçam no uniforme, mas paguem mais para ter essa exposição. Foi esse o argumento usado por Textor ao anunciar o fim das parcerias:

“O cancelamento desses contratos de uniforme e patrocínios abrirá caminho para uma infinidade de novas oportunidades e acordos que refletirão melhor esse momento histórico do nosso clube e apoiarão melhor nossas ambições de construir uma nova tradição de sucesso para O Mais Tradicional”, disse o investidor.

Quando anunciou o acordo com a Champion Watch, o Botafogo ressaltou o novo posicionamento adotado pelo clube. Ao dizer que o acordo iria até o mês de abril, o clube ressaltou que “o patrocínio seguirá ativo e atacará novas frentes juntamente ao Grupo Magnum. Alinhado com o novo posicionamento estratégico de marca constituído pelo clube, que visa um uniforme mais “clean” e prestigiado, a logomarca será aplicada no formato preto e branco”.

O reforço de que a camisa terá patrocinadores apenas nas cores preta e branca amplia a estratégia de criação de uma forte conexão do americano com a torcida. No domingo, uma grande festa foi feita pelo torcedor no estádio Nilton Santos. 

[ad_2]

Fonte da Notícia: maquinadoesporte.com.br

Continue Lendo

Em Alta