Connect with us

Celebridades

Luca Moreira e Felipe Bragança falam sobre filme “Cinderela Pop”

Published

on

Felipe Bragança 2 - Luca Moreira e Felipe Bragança falam sobre filme "Cinderela Pop"

Natural de Goiânia, o ator Filipe Bragança começou a trabalhar aos cinco anos de idade. Já fez espetáculos de teatro, trabalhou como locutor, cantou em coral e realizou diversos trabalhos de publicidade. Na televisão, ficou nacionalmente conhecido pelo papel de Duda no ramake de “Chiquititas” produzida pelo SBT. No cinema deu vida a Christian Figueiredo na cinebiografia “Eu Fico Loko” do diretor Bruno Garotti, e atualmente está envolvido nos filmes “Cinderela Pop” e “Depois dos 40”.

Como foi o seu início na atuação? Sou filho de uma mãe atriz e um pai bailarino que se apaixonaram no palco, ou seja, eu não tinha muita opção além de seguir fazendo algum tipo de arte. Sempre acompanhei meu pai e mãe em ensaios de teatro e de dança, sempre respirei a atmosfera artística desde pequeno e com 5 anos de idade já fazia aulas de dança e de teatro. Foi mais ou menos nessa época que eu comecei a fazer comerciais em Goiânia, cidade onde nasci, já que minha mãe já fazia parte do meio publicitário há muito. Segui no teatro e na publicidade, atuei em diversas peças infantis ainda em Goiânia. Em 2012, Luís Carlos Felix, ator e amigo de minha mãe que morava em SP, disse para ela que o SBT precisava de crianças para a nova novela, Chiquititas e que os testes estavam abertos. Com 11 anos, fiz os testes em São Paulo, passei para a novela e desde então tenho evoluído como ator morando em SP.

Prestes a estrear com o filme “Cinderela Pop”, interpretando Fredy Prince, quais são as suas expectativas para esse lançamento? Estou ansioso! O filme é muito divertido e foi importante para mim, já que o Freddy é um personagem muito ligado à música, que também é uma das minhas paixões. Além disso, tenho muito carinho por toda a equipe do filme. Bruno Garotti, o diretor. Giovanna Grigio, atriz e minha melhor amiga. Matheus Costa, Anita Barbosa, Kiria. Enfim, uma galera!

Também no cinema, em 2017 entrava em cartaz o filme “Eu Fico Loko”, baseado na biografia de Christian Figueiredo. Como foi trazer o Christian da vida real para as telonas? Foi um processo muito especial. Meu primeiro longa interpretando uma pessoa real foi um privilégio. O Chris é um cara MUITO legal, o qual eu adorei ter conhecido e que me ajudou muito na construção do personagem, algo que eu queria que fosse impecável, por isso, dedicava horas no meu quarto assistindo seus vídeos, ouvindo sua voz, reproduzindo gestos.Enfim. Sou muito grato!

Na televisão, um dos maiores marcos que sua carreira ganhou foi com o personagem Duda em “Chiquititas”. Por se tratar de um remake do clássico de 1997, a preparação do personagem chegou a exigir um estudo mais aprofundado do original? Na verdade, não. A versão de 2013 tinha uma “outra pegada”. Não só visual e narrativa, mas os personagens em sua maioria eram apenas baseados nos originais, então estávamos livres para criar algo novo, o que foi ÓTIMO.

Dentro do teatro também vieram espetáculos como “O Leão no Inverno”, onde contracenou com a atriz Regina Duarte. Conte-nos um pouco mais de sua experiência com os palcos. Como eu disse, os palcos praticamente fazem parte do meu DNA, uma vez que faço isso desde muito cedo. Tendo feito Cinema, TV, e teatro, posso dizer que os palcos são de fato o meu ambiente preferido dentre os três. É onde me sinto mais livre como ator e onde a adrenalina bate mais forte do que nunca, como sempre acontecia comigo nas mais de 500 sessões de Les Misérables em 2017.

Outra curiosidade de “Cinderela Pop” é a sua parceria com a Giovanna Grigio, que nesse filme estão atuando pela quarta vez juntos em um projeto. Como é a amizade entre vocês dois dentro e fora dos sets de filmagem? A Gi é minha melhor amiga e tenho muito orgulho da nossa amizade. É um prazer poder trabalhar com ela sempre e é uma delícia ver que estamos caminhando juntos na carreira e que sempre vamos apoiar um ao outro. O set fica de fato mais divertido quando se atua com amigos.

Veja a entrevista na integra.

Advertisement
Deixar um comentário

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Celebridades

Joalheria On Clock reúne famosos em reinauguração

Published

on

ELI FERREIRA 2 - Joalheria On Clock reúne famosos em reinauguração

A atriz global Eli Ferreira que está no elenco de Órfãos da Terra, prestigiou o coquetel de reinauguração do novo Showroom da On Clok Jóias e Semijoias, na noite de sexta-feira (22). O novo espaço fica no prédio comercial Top Commerce em Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro.

ELI FERREIRA
Eli Ferreira com Darlan Augusto e Carol Medeiros/ Foto: Divulgação

Eli ficou encantada com a nova coleção e conferiu de perto o lançamento da jóia Olho de Deus, que projeta a oração do pai nosso ao ser posicionada em frente à câmera de um celular. 

VANESSA ROSSETO
Vanessa Rosseto com Darlan Augusto e Carol Medeiros/ Foto: Divulgação

Quem também conferiu de perto o novo espaço e a nova coleção da On Clock foi à também atriz e modelo Vanessa Rosseto, que desembarcou do Canadá direto para o o coquetel que foi assinado por Vanessa Bauer.

ELI FERREIRA
Darlan Augusto, Vânia Compan, Dan Nascimento, Eli Ferreira e Carol Medeiros/ Foto: Divulgação
ELI FERREIRA
Vânia Compan, Darlan Augusto e Carol Medeiros/ Foto: Divulgação
ELI FERREIRA
 Dan Nascimento e Vânia Compan/ Foto: Divulgação
ELI FERREIRA
Vanessa Bauer, Darlan Augusto e Carol Medeiros/ Foto: Divulgação
Continue Lendo

Celebridades

Diana Villas Boas faz presença vip em lançamento de uma linha de cosméticos em São Paulo

Published

on

CAPA 4 - Diana Villas Boas faz presença vip em lançamento de uma linha de cosméticos em São Paulo

A modelo fitness Diana Villas Boas é a mais nova queridinha da internet e vem a cada dia conquistando mais espaço no mercado e compareceu nessa quarta-feira ao lançamento da linha de produtos da marca Braé Hair Care, que atua no segmento de cosméticos.  O lançamento aconteceu no Salão do Marco Antonio de Biaggi ( MG Hair ) em São Paulo. Diana fez presença vip e também conferiu os produtos da marca.

Continue Lendo

Celebridades

Heslaine Vieira comenta sobre seu novo filme: “Derrapada”

Published

on

6 - Heslaine Vieira comenta sobre seu novo filme: “Derrapada”

Depois do sucesso de Malhação Viva a Diferença (2018) – que concorre ao Emmy Internacional Kids 2018 na categoria Séries – na qual interpretou a adolescente empoderada Ellen, a atriz Heslaine Vieira será protagonista do longa “Derrapada”. Com direção de Pedro Amorim, o filme conta a história de Samuca, vivido pelo ator também protagonista Matheus Costa e sua namorada, Alicia (Heslaine Vieira).

A trama retrata a dificuldade e os desafios de uma gravidez não planejada ainda na adolescência, tendo que enfrentar novas responsabilidades e o relacionamento com as famílias.

Com previsão de estreia para 2020, o filme ainda conta com a participação do ator Luís Miranda, que será o pai de Heslaine na ficção.

Além desse projeto, a atriz espera o resultado do Emmy Internacional Kids 2018, que acontecerá em uma cerimônia em Cannes, na França, no dia 9 de abril de 2019. Além disso, em julho, aparecerá em Os Parças 2, filme com Tom Cavalcante e Whindersson Nunes.

Como foi seu começo no teatro?

Comecei muito pequena fazendo teatro e circo com um grupo chamado “Farroupilha” na minha cidade natal, Ipatinga-MG, junto com meu irmão, Land Vieira.
Nós mudamos para o Rio de Janeiro em busca dos nossos sonhos. Desde então, começamos a estudar mais propriamente televisão e cinema com a querida Andrea Avancini já aqui no Rio de Janeiro.

Como anda a sua preparação para estrela no longa “Derrapada”?

Todo trabalho novo é uma conquista empolgante, envolve muito esforço, correria e amor. A Estrela, é magnífica porque me apresentou ” O método” de Lee Strasbourg, que é uma outra forma de fazer meu trabalho. Então eu o Matheus Costa estamos experimentando. Mergulhamos nesse projeto de cabeça e posso dizer que sou 100% dedicada. Estudei a fundo sobre a personagem, fiz vivências com a barriga de grávida, dormi, saí para tentar entender o mais próximo possível o que é estar grávida e cuidar de um bebê.

Falando sobre o enredo do filme, ele aborda o drama vivido pela gravidez na adolescência. Qual a importância de passar esse tema para o público?

Existe um tabu muito grande relacionado a gravidez na adolescência. Essas meninas se veem sozinhas na maioria das vezes e veem o bebê como o fim dos sonhos, além de uma responsabilidade muito grande chegando tão cedo.

Para essa menina especialmente, é mais que um susto. A posição que ela ocupa na sociedade, mesmo sendo de classe média, faz com que a responsabilidade da gravidez pese duas vezes mais em suas costas.

Com pais advogados, que lutaram para chegar a esse lugar e traçaram um futuro para ela, é como se ela estivesse jogando fora uma oportunidade na vida que outras meninas e mulheres como ela talvez nunca tenham. É bem sério, e a discussão aponta bem sobre ter ou não o bebê estar relacionado com a decisão DELA. Com o corpo dela e as consequências que elas trarão. Isso tudo sob o ponto de vista do Samuca que também é adolescente e namora a Alicia. O filme é bem justo com a relação entre eles dois, as dificuldades e prazeres de serem pais, tão jovens. Além da possibilidade de um novo começo, já que como dizia minha avó ” gravidez não é doença e com amor, as coisas difíceis se resolvem”.

Como está sendo sua preparação para viver a personagem Alicia?

Toda mulher negra se reconhece. A Alicia pode ter nascido numa família de pessoas que já lutaram e são advogados, mas eu conheço a luta, ela existe, ela é nossa, é minha, dela e de milhares de pessoas. É como se em nossas diferenças nos completássemos. Ela é do Slam e eu vi o slam através dos amigos. Ela é de ocupação e eu tenho um grande amigo que ocupou sua escola em 2016. Ela é feminista, empoderada, é doce, forte, ela me inspira. Eu amo interpretá-la. Tudo que existe nela que eu não tinha em mim, agora eu tenho por causa de Alicia..

A Estrela soube bem me direcionar para lembrar de uns anos atrás e trazer para o corpo o humano, o frescor com tudo isso que a Alicia tem.

Conte-nos um pouco sobre o trabalho com o diretor Pedro Amorim.

O Pedro é uma lenda do cinema, um doce de pessoa. É prazeroso trabalhar ao lado dele que é tão sensível. É uma honra, presente ter sido escolhida para ser sua Alicia nesse novo filme. Estou tentando absorver tudo que posso desse trabalho com ele, é um conhecimento único que vou levar para vida.

Na espera pelo resultado do Emmy Internacional Kids 2019, quais são suas expectativas para esse prêmio?

Estou muito ansiosa, acho que Malhação: Viva a Diferença foi diferente, irreverente, verdadeira. Quebrou tabus, apresentou cinco protagonistas mulheres, diferentes entre si, de diferentes polos da cidade de São Paulo, com classes sociais, preconceitos e amores diferentes. Espero que esse trabalho lindo que colocou na TV tanta representatividade seja reconhecido pelo Emmy, não que vá mudar todo esse carinho que o público já tem pela temporada, mas trazer para o Brasil seria um marco. O Cao e o Paulo Silvestre fizeram a diferença nesse projeto.

Previsto para estreitar em julho desse ano, como foi participar de “Os Parças 2” com Whindersson Nunes e Tom Cavalcante?

Trabalhar com dois gênios da comédia foi incrível. É um trabalho completamente diferente do filme Derrapada e de todos os últimos que tenho participado. Ao contrário do que muitos dizem, muito mais difícil para a pessoa Heslaine. Admiro muito quem faz e faz muito bem. Gosto muito de comédia, e espero ter a oportunidade de trabalhar com isso outras vezes.

5 - Luca Moreira e Felipe Bragança falam sobre filme "Cinderela Pop"
Continue Lendo

Bombando!